sábado, 28 de agosto de 2010

Eleições... "a hora do pesadelo"!



Esses dias um aluno postou no meu orkut um clip do youtube contendo as candidaturas mais bizarras que andam circulando por aí. Eu achei que o negócio era piada, mas, para meu desespero, descobri que a coisa era séria. Mais sério ainda é ter que admitir que a frase de um certo candidato já bastante famoso, que não mencionarei aqui, está corretíssima: "pior do que está não fica!". A gente ri da vinheta do sujeito, mas dá mesmo é vontade de chorar, porque a situação é deplorável.


Voto em meus candidatos pelo passado que eles registraram em mandatos anteriores. Gente que honra o mandato tem meu voto. Não vou usar o sagrado espaço do meu blog para campanha política, jamais! O voto neste país é secreto, então me reservo ao direito de não dizer em quem vou votar. Só que como educadora, as pessoas às vezes recorrem a mim em busca de opinião. Esses dias já fui arguída por umas 5 pessoas diferentes sobre o assunto. Uma das tarefas de minha profissão é formar  opinião, então a responsabilidade é muito séria.

Recebi, esses dias, o Almanaque Genizah, uma revista eletrônica que fornece reflexão crítica sobre o tipo de cristianismo que vivemos, temperada com  humor apimentado (eu gosto muito de pimenta!), mas acima de tudo fruto de boas cabeças que pensam e resolveram usar a criatividade para dar seu recado.
Eles criaram a Cartilha Reinista pelo Voto Consciente. Assino em baixo de tudo que está ali
Recomendo que você leia também e divulgue. Precisamos moralizar a política na "Pátria amada, idolatrada, salve, salve". Isso é ser brasileiro, com orgulho, é ser comprometido com a visão de Reino que o cristão deve ter. Clique na cartilha para acessá-la. Um abraço.

terça-feira, 24 de agosto de 2010

La luna (ou Luar de Agosto)

Destranco a  fechadura da porta de casa
e sou assaltada pela claridade prateada
que invadiu minha sala escura
enquanto estive fora.

Mas de onde vem esta luz abusada
que capturou os desenhos esmerados
das grades da minha janela
e os espalhou sobre  meu canteiro de flores
e pelo chão da minha sala?

Ponho a cara na janela e alí está ela,
a culpada deste alvoroço luminoso
em plena noite amena de agosto: 
A lua! Graciosa e exibida,
debochada sorrindo pra mim.

Reparo bem,  veste modelito novo hoje à noite.
Parece que se aprontou para uma festa de casamento,
mas quer brilhar mais que a própria noiva.
Mas que assanhamento! Onde já se viu? 

Esse teu abuso ... ele  me cativa, lua assanhada.
De ti saem muitos raios, como se fosses um sol branco.
Te exibes para o Criador, eu sei.
E Ele para ti, sorri, prazeiroso
te deixando cada vez mais mal acostumada. 

Ah! lua faceira, arteira!  
És, de fato,  muito exibida
Vieste esbanjar teu esplendor divino,,
com este nada-discreto  vestido prata ofuscante,
bordado com estrelas fulgurantes.

Ficas radiante, risonha, brilhando diferente,
por certo,  muito consciente
de que és astro poderoso,
testemunha mais antiga que a criação do ser humano.

Mas tenho que concordar com Ele
Estás absurdamente bela,  num esplendor que nunca vi igual!
Em franco embate  com as mil luzes da cidade,
humilhaste  estas pobres lamparinas humanas,
incompetentes que são ao tentar te substituir.
Hoje tens o direito de ser bajulada!

Apaguei todas as luzes da casa para te contemplar.
Por longos minutos fiquei ali, te fitando, te sondando...
E satisfeita como o Criador, eu sorrio também.


domingo, 15 de agosto de 2010

Haikai - Coração



Casa é meu coração.
Lixo na área, visita na sala, no banheiro,  perfume
na cozinha, sabor,  no quarto - paz!


Haikai - Enamorada

Indescritível, Maravilhoso, Tu.
Chama Tua, me consome e  quebranta,
E o coração,  de tanto amor, até  chora.


Devoção

Não sei se acontece com muita gente, mas comigo acontece.
Há momentos em que eu me ponho a cantar para o meu Deus
e enquanto os dedos correm pelas teclas do piano
ou dedilham as cordas do violão
e minha voz vai cantando palavras que me trazem lembranças,
recuperando momentos de profundo carinho Dele comigo,
Nestas horas sou invadida por um sentimento indescritível,
uma emoção tão profunda que me leva às lágrimas
por pertencer a Ele, por tê-lo como meu Pai.
Me sinto tão preciosa por ser Dele, me dá muita saudade do céu!
Fica aqui a última canção que cantei pra Ele hoje à noite



Ao amado de minh'alma cantarei
Fica bem cantar louvores a Jesus
Como sóis de intensidade em plena luz
Tal a glória do amado eu cantarei.

É Jesus razão maior de eu viver
De existir, de conhecer, de prosseguir
De jamais desanimar frente ao porvir
De lutar, cansar, mas nunca esmorecer.

Ele é meu amado, meu Salvador
Senhor da vida e preferido meu.
Ele é luz que arde e resplendor
É aquele que a Bíblia diz ser Deus.

Autor da vida, Cristo meu Senhor!
Amado meu, pra sempre amado meu!

(Ao amado - de: Guilherme Kerr Neto)


sábado, 14 de agosto de 2010

Haikai - Espiral



Roda a roda, círculo imutável,
caminho por onde passa minha vida,
repetitívo, espiralado, cíclico, interminável.



segunda-feira, 2 de agosto de 2010

ARGILA



De barro sem valor me fizeste,
assim vermelha, porosa, sem liga
mas com tua mão me modelaste
me dando forma com água da vida.

Depois de me esculpir,
 sopraste em mim teu fôlego
Me fizeste carne mas me chamaste - alma
alma vivente posta em movimento
 coreografia santa, bailarina, performática.
Fizeste-me esta carne-espiritual
que se move por uma única força: teu sopro.

É teu sopro que me ergue do chão
É teu sopro que me coloca de pé.
Teu sopro me põe a andar,
Teu sopro me faz prosseguir

Não retires de mim o teu sopro
senão imediatamente cairei
Se de mim o teu sopro se for
argila novamente serei.

Não retires de mim a tua água
Senão, aqui dentro, ressecarei
Se de mim tua água se for
como terra seca, racharei ...

Não retires de mim tua água
pois em poeira me tornarei
Se de mim tua água se for
pelo vento espalhada serei

Sem vestígio deixar
Sem existência a provar
Não retires de mim teu sopro
meu único sentido de existir.