segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Achada

Meu caminho trilho há anos!
Nele existem malas, cabanas e lagoas,
Palmeiras, montanhas e canoas,
Andarilha das idéias me fizeste
E aqui, de novo, me trouxeste.

Meu caminho trilho há anos!
Pela mão me seguraste,
Outras vezes me carregaste.
Ao cair, me levantaste,
Quando temi, me abraçaste
Constante foi Tua presença

Meu caminho trilho há anos,
Mas nunca o trilhei como agora.
Hoje Te percebo diferente
Bem maior és Tu, 
Bem menor sou eu,
Mas não sou uma ninguém!

Fui gerada de novo,
Incrivelmente renascida,
Crescida, engrandecida.
Pelo teu amor saciada,
Emocionada, sossegada,
Contigo fascinada, deslumbrada.

Profundamente Te raciocino, mas  não enlouqueço.
Fazes todo sentido para mim.
Filosofia sobre Ti é vaidade.
Parir conceitos dentro de Ti é novidade!
Compreendo, enfim, o que é ser 
"Pomba escondida na fenda da Rocha"

A Rocha és Tu, Jesus, 
Meu esconderijo,
Meu abrigo seguro.

Meu caminho trilho há anos!
Agora sei onde estou.
O canto onde me aninho é dentro de Ti.
Ninguém me dá tal segurança
Nunca me senti
Tão plenamente achada.

Lília Dias Marianno - 04/11/2012.