terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Olha ele aí, chegando e sentindo-se animado!

Gente querida,

2014 está às portas, coisa de horas e teremos virado mais um ano. E por que? Porque Deus foi bondoso conosco mais uma vez, sua misericórdia se renovou sobre a humanidade a cada nascer do sol, Ele nos concedeu mais um dia de vida até aqui, e se chegarmos vivos em 01 de janeiro de 2014 significa que Ele nos concedeu um ano inteiro de vida. Se um dia de vida e de fôlego para viver é motivo de gratidão, 365 dias do ano são 365 motivos de gratidão, e isso é motivo para nos sentirmos animados para 2014. Para os que não puderam viver até aqui, também significa que a misericórdia dEle, o único que pode acrescentar dias à nossa existência, também foi suficiente para poupar estas pessoas de dores maiores que viriam pela frente.

Para aqueles que tiveram um 2013 indescritível de complicado, como o meu: "Levanta-te e resplandece porque já vem a sua luz e a glória do Senhor já brilha sobre ti".

Para os que estão vivendo momento de dor e de perda, e esta transição de ano vai passar amarga porque o nó na garganta não quer desatar antes do romper da aurora do novo ano, lembro a você: "O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã".

Para aqueles que "perderam o chão" no fim do ano e nem sabe como vão começar 2014 porque sua estabilidade financeira, profissional, emocional, orgânica e social lhe foi tirada de repente, reservei este aqui: "Quero trazer a memória aquilo que me dá esperança".

Podem parecer jargões. Mas todos os três textos sob aspas estão escritos na Bíblia Hebraica, o AT dos cristãos e a TANAKH dos judeus. Este é um blog para Reler a Bíblia, encerrar o ano sem reler estes textos seria uma profanação. Eu usei cada um deles nos 365 dias de 2013 pois também passei por complicações, perdas e puxadas de tapete que quase me tiraram a a fé nas pessoas e a confiança no ser humano.

Foram estes textos me mantiveram de pé e me fazem entrar 2014 muito animada, lembrando que Deus continua investindo confiança em nós, a cada nascer do sol quando sua misericórdia se renova.

Ainda não sei muito bem com o que estou tão animada já que o apagar das luzes do meu 2013 foi bombástico no sentido de decepções, mas continuar vivendo e com possibilidades de criar coisas novas, já é suficiente para me manter nesta animação. Na verdade estou mais que animada, estou EUFÓRICA, como poucas vezes me senti. Então, que você entre 2014 assim:

SENTINDO-SE ANIMADO!


quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

A Palavra Encarnada - luz que vive em mim. (Translation to English below)

Oi Gente!

Eu imaginei que tendo vivido um período sabático de agosto de 2012 até maio de 2013 eu teria mais tempo para deixar reflexões relevantes por aqui. Mas acabou acontecendo o contrário. Foi um ano de reflexões tão densas e profundas, para dentro  e para fora de mim que não dou conta de compartilhar tudo que pensei que deixaria por aqui. Todavia posso dizer que o produto deste ano foi uma Lília duplamente mais sensível, mais frágil, mais consciente e ainda mais esforçada em acertar e fazer o bem aos outros. Errando muitas vezes, mas é bom saber que estou tentando acertar enquanto erro.

Natal está chegando, e quando ele chega eu me lembro de algumas coisas que me alegram muito nesta época. A primeira delas é a Bíblia, a luz para o meu caminho, a lâmpada para os pés. Depois vou postar aqui alguns artigos sobre ela que tenho escrito para a revista Elos, pois  sei que a maioria de vocês não tem acessoa eles. A segunda coisa são as luzes do Chanuka, que faz bater mais forte esse lado meio judaico que tenho.

A terceira coisa é a mais importante: o advento de Cristo. Quando paro para pensar na encarnação do Verbo eu descubro que minha vida na Terra não teria sentido nenhum se não fosse este evento na história da humanidade. Na paráfrase de Eugene Petersen:

"A Palavra tornou-se carne e sangue, e veio viver perto de nós. Nós vimos a glória com nossos olhos, uma glória única: o Filho é como o Pai, sempre generoso, autêntico do início ao fim... Ninguém jamais viu Deus, no máximo fora um vislulmbre. Foi, então, que essa Expressão única de Deus, que existe no próprio coração do Pai, se revelou, com a clareza do dia" (Jo 1.14-18)

Essa Luz maior que tudo - A Palavra encarnada - trouxe brilho para minha vida e sentido a tudo que vivencio. É para Ela que dedico esta canção, que mistura tão bem esse meu lado judaico-cristão. Em um natal passado eu já tinha compartilhado aqui, na versão da Enya, mas agora segue com um arranjo diferente e ainda mais lindo.

Feliz Natal a todos!
---------------
Word made Flesh, Light that lives in me

Hi everyone!

I guessed  during my sabathical time (08/2012-05/2013) I should have more time to write relevant reflections  here, but it happened the oposite. 2013 was an year full of deep and dense reflections, to inside and to outside myself, I have no emotional energy to share all the things that I imagined to share with you in this blog. The result of this year was a Lilia most sensitive, fragil, aware and maker of efforts to do right things, ansious to do godness to all other people. Many times making mistakes, but I find confort to know that while I wrong, I'm in the effort to do right.

Christmas arrived, and while arrives, I remember things that makes me happy during this season. The first one is the Bible, lamp to my feet, light to my path. The second one are the light of Chanuka, that does beat stronger this jewish-christian nature that I have.

The third one is the most important. Christ's Advent! When I stop to think in the Incarnation I found sense for my whole life. My life in the Earth shouldn't have any sense if was not this event on Humanity History.

On the Eugene Petersen paraphrasis: The word became blod and flesh, and came to live near of us. We saw the glory with our eyes, the only one glory: the Son is like the Father, always generous, authentic, from begining to end... Nobody ever saw God, we saw a shimmer. So, this only one Expression of God, that exist on the Father's heart, became revealed, as the light of the day (John 1,14-18)

This Light, greater than all, the Word made Flesh, brought bright to my life, and meaning to everything that I live. To The Light I dedicate this song, that mixed so well my jewish-christian nature.  Every Christmas this song speakes so louder in my heart. I had shared years before performed by Enya, now you have a different musical arrangement, more like my inner heart in 2013's end.

Merry Christmas to you!