domingo, 17 de janeiro de 2010

"Pra não dizer que não falei de flores"

"Caminhando e cantando, e seguindo a canção..."
... eu simplesmente amo Flamboyants! Nunca soube bem porque estas árvores me fascinam, mas elas me deixam de boca aberta. Eu soube o que era Flamboyant no início da juventude, com essas coisas de Bossa Nova. Árvore linda, simplesmente majestosa. Sempre amei as folhas miúdas e as flores vermelhas. Existe o flamboyant laranja, mas eu gosto do vermelho.


"Caminhando e cantando, e seguindo a canção ..."
... um tempo que eu tentava comprar um terreno, eu procurava primeiro pelo flamboyant adulto, vermelho, depois prestava atenção no terreno. Se fosse bom, aí sim, sonhava com minha casa de madeira, de dois andares, ou um pavimento só, grande, gosto de espaço, com pelo menos quatro quartos pra abrigar todas as visitas, terreno ajardinado e o flamboyant majestoso ali, do lado da casa, com minha rede pendurada.

Uma vez achei o terreno e me preparei para comprá-lo, era perfeito.
Mas a vida é mais dura do que a gente deseja... nunca comprei o tal imóvel. Tive que morar de aluguel,
Mas Deus foi tão bom comigo que no terreno da minha vila, onde eu guardava o meu carro, havia um flamboyant lindo, vermelho... Dei-lhe o nome de Euzébio. Ao sair para o trabalho, eu o cumprimentava: "bom dia Euzébio!"



"Caminhando e cantando, e seguindo a canção..."
... durante os três anos que ali morei, Euzébio me alegrou, e amenizou os dissabores de ter que morar num local tão conturbado, até que as circunstâncias de segurança me obrigaram a mudar subitamente. Na correria da mudança, não pude escolher onde ia morar pois mudei duas vezes de casa em menos de três meses. Quando cheguei neste apartamento onde moro atualmente, me alegrei tremendamente! Ao visitar o imóvel pela primeira vez, senti, é aqui o meu lugar! É onde o coração se aninha.


Mas ontem, só ontem, depois de um ano morando aqui, é que prestei atenção, ao colocar os pés fora do prédio. Quem me saudava majestoso, florido, lindo? Outro Euzébio! Mais bonito que o primeiro! A primeira visão que tenho quando saio de casa é a de um Flamboyant gigantesco florido, lindo, parece sangrar de tão vermelho! Está plantado na casa do vizinho da frente, mas sinceramente, quem tem a melhor visão dele sou eu!




Olhar para esta árvore me dá tanta alegria! Acho que é porque ela flori no verão e eu sou uma pessoa de verão! Nasci no verão, e, apesar de quente, é a minha estação! O verão é o tempo da chuva, chuva forte, mas que logo passa, assim como as tristezas do meu coração. Chovem forte, mas logo, muito logo, elas passam. O verão também é a estação que posso exercer meu direito tupiniquim de diminuir a quantidade de pano que cobre o corpo! Eu amo o verão! Eu amo Flamboyant! Mas também amo o Ipê, o amarelo.




"Caminhando e cantando, e seguindo a canção..."
... eu aprendi a admirar os Ipês quando viajei de ônibus pelo cerrado, indo do Rio pro Planalto Central, em 2004. Essa árvore me inspira muito respeito, um sentimento de honra que diante de uma delas eu tenho a tendência de me curvar, tirar o chapéu, fazendo uma mesura qualquer de reverência! O amarelo das flores no meio daquela terra vermelha, ressecada,  irrigada artificialmente me lembra a vida, às vezes tão seca, tão dura, tão difícil de cultivar, de tocar pra adiante... Mas se a gente tiver fé, colocar nossas raízes lá nas profundezas, onde estão abundantes lençóis d'água, a gente consegue simplesmente florir no meio da sequidão! O ipê é uma árvore da primavera, depois de ser totalmente desfolhada durante o inverno, ela desabrocha, maravilhosa, sem folhas, mas repleta de flor, mostrando que a esperança sempre ressurge depois de um tempo frio e castigante.




"Caminhando e cantando, e seguindo a canção..."  
...eu também amo os lírios e amo as murtas! Bem, os lírios são bravos, fortes, destemidos, indestrutíveis! Deles já tenho falado por aqui várias vezes, eles são o meu nome, minha identidade!


Mas as murtas ...  São simplesmente doces! Pequenas, delicadas ... meu prédio tem um pequeno jardim, onde plantei quatro mudas de murtas. Ela é bastante confundida com o jasmin, mas é murta. Eu as trouxe da outra casa, era uma muda adolescente, que se multiplicou em dois, quatro, oito, só pude trazer quatro delas, que ficaram em vasos, mas atrofiaram. Este verão retirei as quatro dos vasos, coloquei no jardim, onde posso podar, regar e conversar com elas. Quero vê-las florir em breve, e ser saudada alegremente no sereno da noite por aquele perfume maravilhoso que  esparrama pelo lugar feito notícia boa!  Ainda vou pensar no nome que darei às murtas, depois eu conto!


sábado, 2 de janeiro de 2010

SOBRE AMIGOS...

Há pessoas sobre as quais escrevo
Cujo escrever não é um mero registrar,
descrever ou elogiar.
Não é um simples verbalizar
muito menos um verborragizar,
que se desmancha em profusão de palavras
que muitas vezes não fazem sentido.

Há pessoas sobre as quais escrevo
Porque escrever é o único jeito
De marcar na minha história
Um pequeno testemunho
Do tanto grande que elas significam para mim.

Há pessoas sobre as quais escrevo
E para elas escolho bem as palavras
Combino as ideias com capricho
Invento alegorias usando verbetes raros
Que tramam, comigo, precisão e ambiguidade
Num jogo divertido, mas muito sincero,
Dizendo coisas que não precisavam ser ditas
Transbordando sentimentos que o outro já conhece
Palavras que trazem lembranças
mas que só fazem sentido para os dois.

Afinal,
Amizades verdadeiras não necessitam de palavras
Amizades verdadeiras são sentidas nas ações,
No amor que se evidencia pelo companheirismo,
Nos olhares, que sem som, dizem tanto,
No silêncio reverente perante a dor do ser querido,
No abraço acolhedor que substitui as palavras que não nos bastam
No compromisso com o a emoção do amigo,
Na oração secreta que se faz no meio da noite,
Na diversão sem igual dos sagrados encontros.
Amigos são pessoas com as quais queremos dividir quase todos os minutos da vida,
principalmente aqueles, os mais felizes.

Deixo aqui os depoimentos que tenho escrito sobre vocês.
Afinal cada um de vocês é tão único
que escrever pra vocês e sobre vocês é como escrever um novo poema,
cheio de suas peculiaridades.
Se algum dia resolverem deletar os seus orkuts, fica no blog o nosso back up :-D


Para Filipe e Anne, antes que façam parte da lista dos meus amados que o Pai resolveu manter longe!




Existem pessoas que tem a capacidade de  simplesmente chegarem, pousarem na nossa vida e fazerem ninho dentro do nosso coração. Filipe e Anne são assim. Chegaram, pousaram em mim, e meu coração se escancarou para aninhá-los, sem nem mesmo eu os conhecer direito. Como é que isso acontece? Filipe é engraçado, Anne é mais ainda. Filipe é inteligente, Anne também. Filipe tem preguiça de estudar, Anne se mata para tirar 11 quando a nota máxima é 10. Mas sabe, tem uma coisa que esses dois equilibram: o amor pelo Senhor e o desejo de fazer a vontade do Pai. Eu digo para vocês, meus lindos, enquanto o amor pelo Senhor for o centro da vida de vocês, vocês vão se amar muito, pois é a chama dEle que mantém o nosso amor por todo o resto. Sou grata a Deus por me ter permitido conhecer vocês, e só de pensar que vocês estão voltando pra África, me dá um nó na garganta e a saudade já me aperta os olhos até sair lágrima. Tenho lembranças lindas de vocês aqui, que vou guardar com toda a ternura que eu tiver, pois para mim vocês são especiais e muito queridos.



Escrito para Rosemary Ferreira, em Janeiro de 2010 -  pessoa muito importante pra mim!









Rose, nenhuma pessoa passou pela minha vida deixando uma marca tão bonita e perene como a que você tem deixado. Nos conhecemos 20 anos atrás (levei um susto agora quando fui contar!), e desde que te conheci te admirei. Eu fiz um "flash back" aqui e descobri que nos momentos mais importantes da minha vida nestes últimos anos, você estava presente ali. Quando voltei à casa do Pai, quando fui ao campo missionário, quando voltei do campo, quando casei, quando descasei... sua amizade e sua presença silenciosa em cada um destes momentos, foi o magnetismo que minha bússola precisava para me mostrar onde estava o meu Norte - Ele, o Senhor. Você para mim é exemplo de muitas coisas: de sobriedade, de equilíbrio, de discrição, de fé, de confiança, de descanso em Deus, de ternura, de resolução, de feminilidade. Sou muito grata a Deus pela inspiração que és para mim e pela oportunidade em vida de conhecer alguém como você. Quando eu crescer quero ser igual a você! Te amo com todo meu coração.



Escrito para André Coelho em 2009


Tão recente, mas tão antiga
Tão comum, mas tão diferente
Tão genérica, mas tão específica
Tão harmônica, mas tão desencontrada
Tão pós moderna, mas tão ancestral
Tão teológica, mas tão espiritual
Tão acadêmica, mas tão popular
Tão culta, mas tão simples
Tão literária, mas tão musical...
Raro mistério, essa nossa amizade.
Eu queria entender o que vai no coração de Deus
Quando traz pra minha vida um amigo como você.



Que a estrela que guiou os magos a Belém
Te conduza à sua Belém do Pará
E te mate a saudade ardente da terra natal
E revigore identidade dividida
que te faz entender ser tão de lá
Apenas quando estás aqui!
Que te faças perceber o enorme buraco
Que deixas no coração dos que te amam
Enquanto te vais...
Por enquanto basta!
Outro dia, outra hora, escrevo mais coisas. :-D



Escrito para Elcio Sant'anna em 2009


Meu grande (em todos os sentidos) amigo Elcio. Você também vai morar em Belém e aqui vai ficar, no coração da pequena amiga, a saudade das nossas conspirações acadêmicas, das fofocas que entre nós eram ditas sem medição das palavras, do teu coração generoso e enorme, maior do que você que já é grande! E é claro, das histórias engraçadíssimas que só você tinha no estoque pra contar.
Mas amigo, você merece! É tempo de começar a colher os frutos de tudo aquilo que você plantou, e meu desejo é que tua vida na Capital do Grão-Pará seja profícua, abundante, próspera em todos os sentidos e atenuante pra tua alma, pra tua saúde, pra tua vida bonita com Olga, revigorante pra teu humor tão raro que alegra tanto as pessoas que te admiram como eu.
Resolvi escrever estas palavrinhas porque vou sentir saudades.
Eu não entendo porque Deus brinca comigo desse jeito, levando meus amigos queridos pra longe de mim, mas tudo bem. Meu egoísmo agora não tem nenhum sentido.
Só quis dizer que nestes quase 10 anos que estivemos muito próximos em diversas instâncias, você abençoou a minha vida, e queria deixar isso marcado aqui, ok?
Um grande abraço e um dia vou te visitar pra comer da melhor gastronomia do país.
Só tome cuidado e  controla o peso, ta?



Escrito para Carol Lima Furtado em 2009 (aqui pertinho de mim, tijucaninha)

Carolzinha, como diz mamãe, rsrs
Vc é um presente de Deus para qualquer pessoa, sabia?
As pessoas que te têm ao lado não tem noção da metade da bênção que vc é, e mesmo assim conseguem discernir que és bênção. 
Imagine se elas conhecessem vc por inteiro? Já nos conhecemos a um tempinho e algumas vezes eu posto depoimentos aqui para alguns alunos muito especiais, e o que eu posso dizer de vc é que tens uma maturidade rara, vinda do alto, uma dedicação ao Senhor que poucas vezes nesta vida eu vi igual. 
Eu agradeço a Deus pela sua vida e estou feliz no Senhor porque vejo, dia a dia, que Ele te conduz no caminho onde vc deve andar.
Quem opta por perder tua companhia é... bem... é ... alguma coisa assim ...
inominável!
Sou muito feliz pela sua amizade sincera leal. 
Deus te faça prosperar deste jeito coerente neste mundo tão difícile às vezestão sem sentido. Beijão!







Escrito pra Nelson e Carla Bomilcar em 2008 (em Sampa como sempre...)
Queridos Nelson e Carla
que alegria ver que meu depoimento de 2006 ficou tão lá atrás, tamanha a quantidade de gente abençoada por vocês que manifestou este reconhecimento, e que vocês merecem. Esses momentos aí foram especiais em todos os sentidos, presente do Pai. Foram bálsamo para as dores da alma, alegria compartilhada nas entrelinhas das indignações e das revoltas com essas coisas da vida, foi aprisco e pasto ao mesmo tempo. Foi abraço e foi colo. A vida de vocês me emociona, estar com vocês também me emociona sempre.




Escrito para eles em 2006

Nelson e Carla são pessoas ímpares neste mundo (isso fica meio contraditório, eles são um par, não?). São únicos. Tenho a honra de conhecer Nelson desde 89. Este amigo tem estado presente na minha vida nos momentos mais difíceis pelos quais passei. Sua indignação com as injustiças da vida, das pessoas, dos sistemas ajuda a gente a se sentir protegido. Seu coração de pastor, irrequieto por saber se a gente está bem, e ao mesmo tempo capaz de admoestar, dando liberdade, e simplesmente chorando conosco nossas lágrimas, são combinações muito raras. Sua integridade e ética é que tem me ajudado a imaginar o que Jesus devia ter em mente quando dividiu a responsabilidade pastoral com os seus discípulos. E Carla? Quietinha, não? Sábia, certamente. Companheira tão íntegra quanto Nelson, capaz de amar, ajudar, carregar o fardo e tanta coisa mais. Tê-los como amigos é como receber uma "medalha" de honra da parte do Querido Pai. Amo vocês do fundo do meu coração, pois continuam deixando marcas indeléveis na minha vida. Essas quatro décadas de vida me trouxeram muitas surpresas lindas, vocês estão na lista das melhores destas surpresas. Me alegro por sermos família! Um grande beijo nos dois

Escrito pro Manuel Moraes Jr. Em 2008 (esse sem-graça mudou pra Belém e ainda profetizou que vou morar lá um dia!)


Se esse cara não ficasse entrando e saindo desse orkut como se isso aqui fosse uma porta giratória, meu antigo depoimento ainda estaria aqui! Mas vou escrever novamente, mas vê se não abusa daminha paciência.
Eu gosto muito desse cara! Quem me apresentou o Moraes foi a Westh, e como meu professor de violino! Nunca podia imaginar que um grande amigo estava surgindo ali.
Esses tempo de convivência mais próxima, me fez conhecer uma pessoa muito amiga, generosa, crente (é mesmo!) e preocupada com o sofrimento dos outros. Vc, amigo, não fala muito do que sente, mas sente, e se compadece! Eu desejo a vc e à Rutinha toda felicidade do mundo, que a bênção carinhosa do Papai esteja com vcs dois, aprimorando o amor e a cumplicidade que existe entre vcs!





Escrito pra Regiane em 2008 (na Bahia)


Regiane é uma criatura muito querida.
Tivemos um encontro na vida desses que foi projetado pelo próprio Deus. Ela é uma daquelas que estava perto quando todos estavam longe de mim, aliás, talvez a única companhia que eu queria ter por perto naqueles momentos. Agora estamos meio longe fisicamente, mas nosso coração ainda se encontra nas linhas do tempo.
Regi tem um grande coração, por falar nisso; e uma enorme vontade de agradar a Deus, um desejo incessante de atender o Seu chamado. Sei que vc, assim como eu, tem passado por momentos difíceis, minha amiga, mas Deus é contigo, e tenha certeza que Ele vai aproveitar "isso tudo" para fazer sua vida ser apenas louvor da glória dEle. Torço por vc e oro para que ele te conceda tudo o que o seu coração anseia. Dia após dia eu tenho acordado mais forte, e o Deus da graça e da misericórdia encherá de alegria os seus dias também. Grande beijo!



Escrito pra Sônia Gertner em 2008 (aqui pertinho de mim, tijucaninha Tb)


Sônia querida, as vezes eu fico pensando nas coisas misteriosas que Deus faz. Certas coisas só tem "cabimento" na cabeça dEle, não é mesmo? Estive pensando nas nossas histórias e fiquei grata a Deus por me apresentar mais uma amiga dessas com quem não preciso falar muito para ser entendida! Bendita Nancy que nos apresentou! Bendita seja, também, a comunhão "sororial" ou "womanist" entre mulheres. Isso só pode ter sido concebido neste jeito "feminino" de Deus agir! Rsrs. Desejo plenitude de amor na sua vida com Ernesto e suas filhas lindas!






Escrito pra Samira, irmã de alma mais do que de carne e osso em 2007 na Ásia...

Quem é esta moça?
É a melhor amiga que eu já tive em todas as épocas da minha vida. Criatura especial que tem uma casa no meu coração que não importa o que aconteça, essa casa é sempre sua. Apesar de nossas vidas serem forçadas a ficar longe fisicamente, nossa amizade prevalece sobre o tempo, sobre as circunstâncias, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença. Há casamentos que não têm um vínculo tão sólido quanto nossa amizade, as vezes penso nisso e sinto muito orgulho de ter você como minha irmã mais chegada que os de sangue. Isso é coisa lá do alto, não tenho dúvida alguma. Querida, vc tem sido instrumento do Papai para me trazer bênçãos todo o tempo, nem mesmo nos momentos que vc pensou ter "atrapalhado" minha vida nestes 16 anos, vc deixou de me abençoar. Louvo a Ele pelas suas palavras mais chocantes, mais diretas, que me fizeram acordar para as coisas à minha volta e crescer tanto! Amo você! 

Essa foto eu tirei do "Arco da Velha"!








Escrito pro Cleber Diniz em 2006 (por aqui no RJ... mas era de SP)

Vou tentar fazer um depoimento mais "imortal" desta vez:
Cleber é uma das pessoas mais carinhosas que já conheci. Tem lá suas muitas complicações e limitações mas quem o conhece de verdade não abre mão da sua amizade. É um amigo que chega junto nas horas mais difíceis e, embora se incomode com certas críticas que fazem a respeito dele, tem muita vontade de acertar. Mais recentemente eu descobri que ele consegue voltar atrás para reparar um erro. Isso faz dele uma pessoa admirável por não ser arrogante com a vida a ponto de achar que está sempre certo, mas sim, que tem ainda tanto a conhecer, aprender: isso é maturidade!
Cleber, você é uma pessoa linda. Não por ser o metro-sexual vaidosérrimo que eu curto tanto (sempre limpinho, cheiroso, arrumadinho, uma graça - parece uma noiva se aprontando, rsrs), mas porque vc cativa o coração das pessoas de quem vc se aproxima. Tem horas que parece um velho octagenário e seu maior defeito é não gostar de dançar forró, mas isso a gente perdoa...




Escrito pro Claudio Carvalhaes em 2006 (morando nos EUA...)

Nossa amizade é algo bastante recente, mas acho que esta "convivência" me dá base para o que vou escrever aqui: 
Claudio é uma jóia muito preciosa. Valoriza aquilo que é realmente importante na vida, principalmente os amigos.

Mas ele faz isso com uma competência tão grande que estes amigos sentem orgulho de participar da sua vida.
Herdou do pai o humor contagiante.

Tem lá os seus muitos temores e receios, mas é muito sensível, incapaz de machucar o coração de alguém deliberadamente. 
Brasileiríssimo, corintianíssimo, não tem nenhuma intenção de negar suas raízes porque se orgulha delas. 
Embora não tenha a presunção de ser nenhum super, consegue a façanha de ser super-querido de todos.

Esse é o Claudio Carvalhaes que eu conheço: transparente, íntegro. Um "livro" muito fascinante de se ler!
Uma pessoa que quando está longe deixa um buraco de saudade do tamanho do mundo no coração da gente.




Escrito para Valéria Ataíde Peixoto em 2006 (por aqui no RJ)



É uma das pessoas mais meigas e amigas que conheço! Conheci a Val entre 98/99, ela foi minha aluna no seminário, e membro da minha equipe no ministério na nossa denominação.
Depois de muito esforço de cupido e um revestimento do poder do "Santo Antonio"
digamos que "convenci" esta jovem maravilhosa a se casar com o meu irmão do coração Marcos(esse sem-vergonha que não me dá notícia). Fui madrinha deles e agora tenho uma sobrinha linda: Giulia!
Valéria sempre foi um presente de Deus prá mim. É uma pessoa que te ajuda sem esperar receber nada em troca. É honesta com o que pensa, não é preconceituosa e ama a Deus profundamente. Pelo que conheço desta menina, ela amadureceu muito espiritualmente nos últimos tempos e eu me orgulho muito de fazer parte da história dela.
Sem contar que é uma cirurgiã-dentista com mãos de fada!!!!! Quando vc pensa que ela está fazendo carinho na sua boca ela já arrancou o dente e vc nem percebeu.
Mil beijos prá vc querida!!






Escrito pra Tamar Souza em 2006 (por aqui, no Recreio)

Bem, a gente já se esbarra há tantos anos... desde associação Rubi de adolescentes...Depois tive a alegria de conviver com ela na mesma igreja, trabalhar sob sua liderança e a ter como amiga pessoal.
É uma pessoa que me orgulho de conhecer porque é coerente, íntegra e amiga. Tamar tem uma preocupação enorme por viver o evangelho que crê e prega. É uma pessoa que tem me servido de exemplo de: prudência, seriedade, responsabilidade, disciplina, maternidade e amizade. 
É esposa de um dos meus melhores amigos, mas esse dinossauro não entra no orkut para eu escrever umas palavras bem bonitas sobre ele também. Esse cara é feliz de ter esta loira na vida dele.
A Tamar é o tipo de pessoa com quem a gente pode contar. Se a gente tá pisando na bola, pode-se contar que ela vai chegar junto,mas se a gente está acertando, pode-se contar que ela também vai fazer questão de não deixar passar sem dar o incentivo que a pessoa merece. Conhecer você é um prazer sempre constante!







Escrito pra Claudia Mazoni em 2006 (morando em Sampa)

Eu gostaria de deixar um depoimento pois esta garota é sensacional. A gente se conhece há muito, muito tempo. Nos conhecemos na infância, onde passei as férias algumas vezes na que hoje poderíamos chamar de "casa das 7 mulheres"!!! E o tio Claudio único homem, bendito fruto, cheio de paciência com as outras 7 meninas que as filhas arrumavam para encher a casa. Nossa, que lembrança gostosa. Além de pertencermos à mesma igreja, tempos depois nos reencontramos na JBC, na liderança das juventudes, depois na associação Cristal, por fim na missão do Horto... Acho que temos muitas memórias juntas, não é amiga? De lazer, de trabalho, de experiência de vida, de desilusões, de recomeços. Que mistério é esse que Deus arranjou de unir pessoas com destinos parecidos e que mesmo longe conseguem se sentir tão perto, hein? 
Guerreira, continue sempre assim, lutadora, invencível, otimista, animada, esportista, topando tudo. Estas são virtudes que sempre admirei em vc e que nem o tempo foi capaz de apagar. Sucesso!


Escrito para o Jefferson Dias Garcia em 2006 (por aqui pelo RJ)

Esse menino!!! Quando eu olhei hoje para esta foto sua, mostrando que vc não mudou nada nos últimos 30 anos, meu amigo, não pude resistir. Tive que fazer um depoimento.
Jefferson, se tem uma coisa que sempre foi presente em vc todo este tempo, embora a gente tenha ficado a grande parte deles sem se encontrar, é esta sua alegria irreverente, seu senso de humor contagiante e sua forma de ser honesto, consigo e com os outros, levando a vida no bom humor. Aquele dia que a gente se reencontrou no Riocentro foi marcado na agenda do céu, não?? E agora pelo orkut também! finalmente os recursos da pós modernidade estão nos ajudando a fazer algo que é realmente proveitoso, manter velhos amigos em contato.
E o mais gostoso disso tudo é constatar que continuo gostando de vc (e zuando com sua cara) do mesmo jeito que há 3 décadas e vc continua sempre rebatendo na mesma tacada, nosso jogo de tênis é maravilhoso não é??? Gosto muito de vc, viu, lindão? Vc tem um lugar especial no meu coração.





Escrito para o Marcio Bergamo em 2006 (morando em Londres ...)

Eu tô com um surto de generosidade neste fds, então resolvi fazer um depoimento sobre você, deve ser a páscoa (kkk).
Marcio é uma pessoa muito querida prá mim. Alguém que aprendi a amar mais que a um irmão. Já fui alertada por várias pessoas que acham que ele é oportunista e só se aproxima de quem pode tirar alguma vantagem. Mas sabe, eu prefiro ver para crer. E como tenho um "farejador de caráter" muito bom, me orgulhei do que descobri. Agora a gente já se conhece há quase dois anos e posso dizer que o Márcio é uma das pessoas mais amigas, companheiras, afetuosas e românticas que já conheci. Parece um italiano inconsequente meio louco mas leva muito a sério um monte de coisas, entre elas amor e ministério. Tem um corpo mais podre que o meu (que já passou por 9 cirurgias)e precisa emagrecer (já te falei!), e ultimamente anda muito desleixado com a aparencia, mas se vc quer saber quem é o Márcio, vem conviver com ele e conhecer o enorme coração que ele tem. Eu fiz isso e descobri que amo muito esse menino! Bj