quinta-feira, 1 de maio de 2014

Oração de S. Tomás de Aquino

Tomás de Aquino é um teólogo que não dou conta.
Nunca desconsiderei seu valor, mas simplesmente nunca tive condições de tempo para processá-lo.
Mas encontrei uma pérola ano passado, uma oração que todo teólogo deveria fazer antes de estudar.
Se pareço muito "escolástica" com esta citação, não tem problema, ela é, no mínimo, reverente, e estou tratando de garimpar as "pérolas" da teologia.

Criador inefável, que, 
em meio aos tesouros de vossa sabedoria,
elegestes três hierarquias de anjos
e as dispusestes em uma ordem admirável acima dos céus,
que dispusestes com tanta beleza as partes do universo,
vós, a quem  chamamos a verdadeira Fonte de Luz e de Sabedoria,
e o Princípio supereminente,
dignai-vos derramar sobre as trevas da minha inteligência
um raio da vossa clareza.
Afastai para longe de mim a dupla obscuridade na qual nasci:
o pecado e a ignorância.
Vós que tornais eloquente a língua das criancinhas,
modelai minha palavra
e derramai nos meus lábios a graça da vossa bênção.
Dai-me a penetração da inteligência,
a faculdade de lembrar-me,
o método e a facilidade do estudo,
a profundidade na interpretação
e uma graça abundante de expressão.
fortificai meu estudo, 
dirigi o seu curso,
aperfeiçoai o seu fim,
vós que sois verdadeiro Deus e verdadeiro homem,
e que viveis nos séculos dos séculos.
Amém.